Sessão de restauro # 68

Com a chegada do outono, chegaram também novas tarefas para o restauro do Dakota. As sessões de trabalho serão também em maior número neste mês, para colmatar alguns detalhes pendentes deste o verão.

Hoje estiveram presentes em Sintra o Ricardo, o Tiago, o Sander e o Carlos. Algum do tempo foi dedicado à separação de peças já restauradas em função da sua posição final no avião. Seguindo o planeamento original, está-se a dar prioridade ao finalizar dos trabalhos de embelezamento exterior. Essas tarefas passam por limpar, preparar e pintar os cilindros dos motores, para lhes dar o aspecto operacional. Primeiro far-se-á a abordagem ao motor esquerdo e espera-se até ao final do mês ter ambos os motores fechados e concluídos.

Continuou-se a morosa tarefa de retirar alguns interruptores de um painel de cockpit, para ser reaproveitado para a configuração prevista para este restauro. Alguns itens do Museu TAP foram também retirados temporariamente da exposição para serem restaurados por voluntários do projecto.

DSC_0282

DSC_0288

DSC_0305

DSC_0327

Advertisements

Sessões de restauro voltam ao ritmo normal

Após a entrada do avião nas instalações do Museu do Ar, o ritmo semanal dos trabalhos foi retomado. Assim, as primeiras horas de trabalho foram dedicadas ao arrumo de material, identificação de trabalhos a concluir e peças a reparar.
Foi polida toda a fuselagem do Dakota, trabalho ao cargo da equipa de pintura da TAP M&E. Os voluntários instalaram já alguns comandos de voo como os ailerons e leme de direção. Chegou ainda carregamento com muitas peças recuperadas neste Verão, e que serão instaladas de modo progressivo ao longo das próximas semanas. Primeiro serão as carenagens de motor, depois algumas tampas e janelas de inspeção.

Começou-se a abordar as correções a fazer a alguns itens de cabine, como as janelas dos passageiros e continuam as definições quanto aos trabalhos na cabine de pilotagem.
Recentemente, o restauro do Dakota foi alvo do interesse das publicações National Geographic Portugal, AutoVintage e Revista do Ar.

 

Trabalhos de exteriores terminados

O Dakota voltou esta semana para dentro do Museu do Ar, depois de 1 mês de trabalhos exteriores que permitiram melhorar o aspecto. À partida, consegue-se agora ver a tomar forma as duas pinturas escolhidas para representar duas instituições no mesmo avião: a TAP e a DGAC.

A primeira pretende recriar a pintura usada pelos Transportes Aéreos Portugueses, no avião que inaugurou a linha imperial a 31 de Dezembro de 1946, com o avião de registo CS-TDE. Alguns pormenores de pintura são inclusivé únicos nesse avião, devido ao evento inaugural.

A segunda pintura, que ocupa agora o lado direito do avião, representa este mesmo avião quando deixou de voar para a Direcção Geral da Aeronáutica Civil, em 1979.

Nas próximas sessões, o avião terá uma lista considerável de tarefas, passando pela montagem das superficies de controlo de voo, cabos de antenas, carenagens de asas e motores, janelas de inspeção, etc. Ainda se terá que polir a metade esquerda do avião e terminar algumas tarefas de exteriores. As datas de trabalhos serão publicadas em breve.

Finalmente, o trabalho passará novamente para o interior do avião para acabamentos no cockpit e cabine de pilotagem.

Passem pelo Museu do Ar e vejam o trabalho feito, que para além dos voluntários, tem sido feito por elementos extraordinários da Manutenção&Engenharia da Tap Portugal.

DSC_0147

DSC_0157

DSC_0161

DSC_0162

DSC_0188

DSC_0202

DSC_0206

 

Duas semanas de trabalhos exteriores começam a dar resultados

Estas duas últimas semanas permitiram que, muito lentamente, se comece a perceber o aspecto final que terá o Dakota. Isto porque, em comemoração destas duas instituições que são a Direção Geral da Aeronáutica Civil e a TAP, foi decidido no mesmo avião, a pintura de ambas.

Assim sendo, do lado esquerdo estará o esquema de pintura dos TAP em 1946, enquanto que a estibordo o da DGAC de 1979. Essa decisão implicou um acertar enorme de detalhes sobre o método de tornar tudo isto possível e, para já, parece ir no bom caminho.

Enquanto foram retiradas as várias camadas de tinta aplicadas no avião, foi possível distinguir alguns detalhes de uma vida passada, como a matrícula da DGAC ou até a do primeiro operador civil depois da 2ª guerra mundial, a Aer Lingus.

Na derradeira semana de trabalhos exteriores, os voluntários ficarão responsáveis pelo polimento exterior do lado TAP, enquanto que as equipas da M&E TAP, pelo aspecto do lado direito. Prevê-se que os detalhes finais, como a pintura de letras, ocorra a partir do meio desta semana.

DSC_0343

IMG_7506

IMG_7536

DSC_0413

DSC_0659

IMG_7961

IMG_7949

DSC_0524

DSC_0418

DSC_0684

DSC_0703

IMG_7776

IMG_20140731_131746

 

 

 

Dakota vê a luz do dia

Nas últimas semanas, o trabalho não tem sido muito público, porque se tem estado a planear a próxima etapa, que agora começou.

Parte da espera chegou hoje ao fim, com o Dakota  a vêr a luz do dia,  depois de vários anos dentro do Museu do Ar.

Apesar de ser temporário, o avião foi hoje retirado do hangar do Museu do Ar, para sofrer trabalhos exteriores durante as próximas semanas. Quando estiver terminado, o avião voltará para dentro do Museu e o trabalho de restauro continuará.

Fica aqui o agradecimento a toda a equipa do Museu do Ar, que teve a seu cargo todas as tarefas do dia.

DSC_0225

Sessões de trabalho 46-51

Estas últimas sessões ao longo do último mês permitiram que o avião esteja cada vez mais pronto para a fase seguinte, a decapagem e tratamentos exteriores. Nesse sentido, foram retiradas todas as superficies de voo, que originaram a descoberta de corrosão em áreas normalmente escondidas, e que serão tratadas em conformidade.

Foram também removidas as boots de deicing dos estabilizadores, vários paineis exteriores, tampas dos depositos de combustivel, antenas , carenagens dos motores e flaps.

Mas também se montaram peças, como os pedais do comandante, pintou-se o painel dos extintores dos motores, e instalaram-se as grelhas da galley.

Com o apoio de pessoal TAP, foram transportadas todas as peças retiradas do avião, que aguardam pela sua vez de serem restauradas. Neste período foram usados 34 voluntários, equivalendo a cerca de 204 horas de trabalho.

IMG_0619

 

IMG_0620

IMG_6983

IMG_6979

IMG_0714

IMG_0721

IMG_0725

 

 

Dakota talk 5 – dia D da 2ª Guerra Mundial

A Dakota Talk dedicada aos 70 anos do dia D, no qual este avião participou, foi um sucesso. Contámos com o apoio do Filipe Silva para uma apresentação detalhada da operação aérea desse dia, depois tivemos a muito simpática presença da associção portuguesa de veículos militares, que nos brindaram com dois jeep willys da época.

Um grupo de entusiastas das recriações históricas militares esteve também presente com quatro elementos fardados de paraquedistas, semelhantes aos que saltaram sobre a Normadia a 6 de Junho de 1944. As presenças do director do Museu do Ar cor. Romão e do Ceo da Tap eng. Fernando Pinto completaram o painel de convidados.

No dia de assitência recorde de cerca de 70 pessoas, ouvimos ainda umas palavras de um elemento da embaixada americana, a quem agradecemos a presença. A próxima Dakota Talk será em Setembro, com data e tema a anunciar em breve.

20140609-232646.jpg

20140609-232700.jpg

20140609-232714.jpg

20140609-232731.jpg

20140609-232737.jpg

20140609-232816.jpg